IMPOSTO DE RENDA

Com certeza você já ouviu falar ou já teve que desvendar como declarar seu Imposto de Renda, né? Mas você sabe por que esse tributo é importante para o país, para que ele serve e por que você deve se preocupar com ele? Neste texto, vamos repassar os pontos mais importantes sobre esse assunto.

Como declarar meu Imposto de Renda?

Todas as informações que comentamos acima chegam à Receita Federal por meio de um documento chamado Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF), comumente chamada de declaração do Imposto de Renda. O período para você enviar tal declaração normalmente começa em março e vai até o final de abril. Este é o momento de você organizar e apresentar ao Leão todos os seus ganhos e gastos do último ano.

Para incluir essas informações no sistema da Receita Federal você precisa utilizar um programa oficial, liberado pela instituição anualmente, próximo ao prazo de início do envio, ou o app “Meu Imposto de Renda”, disponível para Android e iOS. A ideia é facilitar a vida da população e permitir que cada contribuinte faça o download do programa e preencha todos os campos com suas informações. Para isso, basta acessar o site oficial da Receita Federal e realizar o download do programa.

Quais informações preciso declarar?
Você precisa declarar seu salário, sua renda, e declarar o seu patrimônio. Ao solicitar essas duas informações, a Receita Federal consegue verificar se existe algum rendimento sendo ocultado. É dessa forma que a instituição consegue avaliar e identificar fraudes. Observar a evolução patrimonial do contribuinte permite que esse monitoramento seja realizado de forma mais consistente.

 

As informações podem ser geralmente resumidas em salário anual, carro, casa própria, gastos educacionais, plano de saúde e o dinheiro que está parado na sua poupança. Sobre suas informações de rendimento no Alter, disponibilizamos o informe de rendimentos na sua AlterConta. Basta acessar o menu perfil (canto superior esquerdo), em seguida clicar em “Extrato para IR” e escolher o ano vigente.

Imposto de Renda e Criptoativos

Ok, conseguimos desmistificar a maior parte desse assunto. Mas qual a relação entre o Imposto de Renda e os meus criptoativos? No “Perguntão” disponibilizado pela Receita Federal, ficou estabelecido que, embora não exista regulação e legislação específica para criptoativos, os ativos devem sim ser declarados. Para fins tributários, são considerados um ativo financeiro, uma vez que se trata de um bem com valor subjacente.